quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Iphan tomba sítio histórico do Porto das Barcas

Aconteceu um fato histórico nesta quinta-feira, 11 de setembro. O Conselho Consultivo do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional(Iphan) decidiu pelo tombamento de todo o Conjunto Histórico e Paisagístico de Parnaíba. Por meio desta medida todos os prédios do Centro Cultural do Porto das Barcas e de áreas próximas, além de um trecho do Rio Igaraçu passam a ser protegidos pela legislação que rege o patrimônio histórico nacional. O tombamento permite também ao Estado e ao Município assinarem convênios e receberem recursos com esta finalidade específica de recuperar o patrimônio histórico mantendo-se suas características de época.
O secretário de Infra-Estrutura do Município, Paulo Henrique Castelo Branco, representou a Prefeitura de Parnaíba na reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural do Ipan, realizada das 10h da manhã ao final da tarde de quinta-feira, no Palácio Gustavo Campanema, Rio de Janeiro. A proteção destes bens da cidade de Parnaíba fez parte da primeira ação integrada de tombamento realizada pelo Iphan e que contempla outros dois bens localizados na cidade de Teresina, que são a Floresta Fóssil e a ponte metálica João Luis Ferreira.
Segundo o secretário de Infra-Estrutura da cidade de Parnaíba esta decisão do Conselho Consultivo do Iphan garante que os traços arquitetônicos existentes no complexo do Porto das Barcas e que remontam do século XVII serão, de fato, preservados e que o a Prefeitura já está trabalhando em projetos para executar ações efetivas e urgentes, em parceria com o Ministério da Cultura, Governo do Estado e outros órgãos voltados a esta finalidade.
O município de Parnaíba já havia, inclusive, se adiantada quanto à preservação de prédios com valor histórico, decretando de utilidade pública para fins de desapropriação uma desses prédios, que vem a ser a Casa Grande de Parnaíba, sobrado onde morou Simplício Dias da Silva, vulto histórico de grande relevância na história do Piauí.

3 comentários:

Anônimo disse...

Dr. Carvalho, essa providëncia me confere a certeza de que o Porto das Barcas não terá o mesmo fim do saudoso Hotel Carneiro, da velha Praca da Graca, do prédio da Rádio Educadora de Parnaiba (praca Santo Antönio), do tradicional campo de futebol do Internacional e de muitos outros monumentos históricos da nossa cidade que, com a máxima vënia, foram criminosamente demolidos.
Parabens.
JOSÉ DE ANCHIETA MOTA DE MELLO

Anonimo numero '1' disse...

O anonimo numero '1'. diz.:

Parabens, F. Carvalho, a voce à Parnaiba e atodos. Isto tambem nao deixa ser tambem fruto do seu trabalho por uma Parnaiba melhor..

Anonimo numero '1' disse...

O aninimo numero "!" Ainda diz:
Parabens aí ao trabalho de todos e do IPHAN. Só assim espero ver preservado e recuperado tambem o outro lado da ponte. Estive visitando o local e fiquei impressionado. Muita coisa interessanre e abandonado. Vamos em frente. vamos vere essa área totalmente recuperada...